domingo, março 18, 2007

Canyon XC4 - Campeã BaixoPreço/Qualidade

Finalmente a minha bike! :-)

A primeira foto da praxe: acabadinha de montar!


Um ano depois de começar a pensar na minha primeira suspensão total, está finalmente comigo desde quinta feira de manhã.

Como o coração bate lentamente por estar bem rodado do BTT, e amadurecido, recebi-a como detestaria ser recebida uma miúda que adore que lhe digam quão boa está: calmo e sereno, sem a bajular :-) mas confiante de que a minha "menina" era boa mesmo antes de abrir a caixa a confirmar!

A montagem é realmente simples, e passados uns instantes está pronta, e fica logo a sensação de que a bicicleta foi muito bem montada e desmontada posteriormente, rodas e guiador, para ser enviada. As mudanças ficaram afinadas sem ter de ajusta-las nada. Não tenho ainda bomba de suspensões mas parecem vir a uma pressão adequada ao meu peso - não sei se o cuidado da Canyon chega a este ponto de pré-afinar suspensões ao peso, mas fiquei com essa sensação.

Vou daqui a umas horas, este domingo de manhã, ao passeio de Videmonte que veio anunciado na Bike Magazine. Será aí estreada. Até agora só andei um bocadinho aqui na minha rua, e desci umas escaditas devagar. Depois de amanhã deverei ter fotos em pleno uso, e uma impressão mais segura da bicicleta. Para já deixo as primeiras impressões:

A impressão geral é: Satisfaz Muito Bom.
Pontos fortes: Preço imbatível para uma bicicleta com esta qualidade.

Ou seja: 1400 + 50 euros, por uma bicicleta bonita, de peso controlado, com mudanças SRAM X9 que parecem ser realmente super eficazes, os travões Formula ORO hidráulicos e eficazes, a fox RP23 - foi um ponto chave ter o mesmo amortecedor que as bikes topo de gama, a suspensão Reba SL com bloqueio remoto, e como já li em respeito á ES9 - também as rodas me pareceram peso-pluma.

Impressões sobre as suspensões:

O amortecedor notei que em aberto está a aproveitar pouco mais de metade do curso, na prática pareceu-me suficiente, e pareceu-me também que interfere pouco na eficácia mesmo em subidas. O propedal torna a bicicleta praticamente rígida, fiquei com a sensação que poderei aprender depois a configurá-lo um pouco mais suave, em todo caso mesmo assim comprovei a sua função -> desci aqueles 15 cm de um passeio para a rua, com o rabo colado aquele assento pouco confortável, e o propedal de repente deixa amortecer algo, que tornou esse teste uma descida bem almofadada como uma rigida não consegue nem com um selim super almofadado.

A suspensão REBA SL, agradece-se o conforto como está. Desbloqueada, oferece um curso generoso e suficiente. Contudo esta sim prejudica a eficácia em subidas especialmente se feitas de pé e com um ritmo bruto inadequado. Mas o bloqueio remoto está ali ao alcance do polegar, simples e eficaz. Se aqui alguns dos maiores craques da zona em OC, usam esta suspensão ou enfim uma Reba superior, e o bloqueio remoto, também chega perfeitamente para mim - penso agora, e pensei também na hora da decisão pela XC4.
O que ainda não percebi, é se bloqueada, desbloqueia de facto perante um impacto significativo.
Acho que deverá ter essa função "safe" mas num pequenino teste que fiz não desbloqueou.
Não vou abusar, quero confirmar isto, se tem ou não um mecanismo de desbloqueio seguro e confiável, ou não. Por vezes pensava também que o bloqueio seria progressivo, mas de facto não é, a posição é única, o bloqueio total - exceptuando o SAG, uns 3 cm que continuam disponíveis.
Em todo caso só deverei bloqueá-la sobretudo em subidas difíceis e inseridas em prova competitiva. E se nem isso quiser, provavelmente bastará dar-lhe mais um cheirinho de pressão.
Re-Editado 22 /03/2007 - -> Esta opinião das suspensões que escrevi no primeiro dia que recebi a bike, fica aqui, mas ja só serve para mostrar que estava errado porque ainda não tinha dado atenção aos manuais acerca dos ajustes. Errata:
Quanto à Fox, descobri que o propedal na posição 1, mais suave, chega para o meu peso e a pressão que o amortecedor tem. Não bombeia e está sempre pronta a dar um amortecimento generoso.
Quanto à Reba, quando tiver a bomba de ar verei que pressão positiva e negativa terá e experimentarei alguns ajustes. Em todo caso já coloquei o floodgate bem mais suave e está a funcionar muito bem na posição lock, nem de pé bombeia, mas qualquer impacto ligeiro abre o lock e oferece um bom curso e boa progressividade de amortecimento.


Concluindo:
Foi com muita alegria que recebi a minha XC4, e que confirmo que está tudo do meu agrado. Valeu a pena esperar um ano. (Um ano que está aqui ainda em umas 30 folhas A4, onde imprimi fotos de bikes de variadíssimas marcas, anotei pesos, componentes, preços, preços aqui, preços em Espanha, etc. Se isto prova alguma coisa, é que a Canyon passa no teste dos consumidores mais informados e exigentes.) É que o ano passado a XC3 e XC4 destoavam mais do conjunto das outras XC, as de 2007 vieram realmente bonitas e com uma qualidade/preço imbatível.

Nota de curiosidade final, quanto ao desviador traseiro SRAM:
Um dia no Youtube tinha visto um vídeo a comparar um shimano com um SRAM.
O Shimano baloiçava todo com os impactos, fazendo a corrente esvoaçar desvairadamente.
O SRAM permanecia firme, e assim a corrente também quase não mexia.
Pois note-se que eu tive encomendada uma XC3, arrependi-me por ser azul, e por mais umas duas coisas, nomeadamente a XC4 já trazer SRAM. Pude então confirmar, que é de facto como no tal video. O desviador fica firme, a corrente praticamente não abana. Só ouço um ruído se a mínima trepidação a faz bater um pouco nas laterais do desviador dianteiro, e se a mudança traseira estiver numa intermédia, a corrente centrada no desviador dianteiro, então até se descem umas escaditas e quase nada de ruído. Nota 5 aos SRAM.


:-) Pedro PmtB

0 Comments:

Enviar um comentário

Links to this post:

Criar uma hiperligação

<< Home