terça-feira, março 20, 2007

Estreia - 40 km com a minha XC4

Passeio Rota da Estrela - Videmonte - 18/03/2007
Durante o percurso um colega da organização tentou fotografar-me uma vez, mas a máquina não ficou pronta a disparar a tempo :-)
Esta foto foi já durante o reforço alimentar (hmm rodelas de bom chouriço assado, alheira, pão regional, que bem que souberam) a meio do percurso - que foi tipo em 8, começando, acabando, e passando a meio, em Videmonte.

Aqui continuou a admiração pela bicicleta, que começou logo que a tirei do carro ás 8:30 da manhã, e fui sentindo sempre um pouco durante o percurso por quem reparava com mais atenção. Pressente-se que a grande maioria nunca tinha visto o logotipo Canyon nem nunca tinha ouvido falar desta marca. "Custou dois mil euros, ou mais" arriscou um colega. Eu disse o preço - espanto geral. Um senhor mais informado, dono de uma Trek também muito apreciada pela malta, afirmou então: "AS CANYON SÃO BICICLETAS DE MUITA QUALIDADE, SÃO É AINDA POUCO CONHECIDAS"


Quanto ao que senti nos 40km com a minha nova XC4:
Conforto. O passeio começou em ruas com calçada em granito, os vulgares "paralelos". Adeus à trepidação exagerada, incomodativa, cansativa, que a minha velha Hardrock XC me fazia sentir nesse piso.
Conforto. Os trilhos de montanha, pedras, buracos, as descidas em velocidade, tornaram-se mais seguras, mais confiantes, e imensamente mais confortáveis.
A segurança e confiança também se deve aos Nobby Nic, pela sua aderência excelente, mas se a intenção é rolar melhor, subir melhor, há melhores opções.
Para já vou gastando estes pneus a avaliá-los melhor, a usufruir da sua segurança, e a disfrutar sobretudo a bike pelos trilhos aqui em redor, voltar a ganhar melhor forma e aprender a adaptar-me a subir com suspensão total.
Finalmente, um dia ou mesmo dois dias depois dos 40km do passeio com o selim de origem, mal me podia sentar na bicicleta porque a dureza de uma cadeira de madeira, foi-me maçando apesar das boas suspensões. A novidade é que já o substituí por um que veio lá do mesmo país onde nascem as Canyon, através do Lidl, ao preço da chuva, mas bem melhor, bonito e leve - abri lá a caixa, dos 4 modelos já era o único para MTB que lá estava, pareceu bom, e confirmo - tivesse o buraco ergonómico e não tivesse aquela falsa concavidade e seria perfeito.













Vou vendo como se porta este selim, e procurar uma alternativa igualmente confortável mas já com o orifício.

0 Comments:

Enviar um comentário

Links to this post:

Criar uma hiperligação

<< Home